Não existem dados concretos sobre o número de pets com dificuldades de locomoção no Brasil, mas o fato é que muitos animais possuem algum tipo de limitação. 

Existem aqueles que nascem com deficiências, bem como outros que sofrem acidentes, ficam com problemas por conta de doenças ou, até mesmo, pets que sofrem maus tratos. 

À primeira vista pode parecer um pouco assustador ter um amigo nessas condições, mas a verdade é que eles se adaptam bem à situação. Além do mais, o avanço tecnológico e científico permite oferecer maior qualidade de vida a esses seres tão especiais. 

No entanto, nada substitui o carinho e os cuidados dos tutores. Entre eles, os que destacamos aqui, neste pot. 

Confira – você vai gostar. E seu amigo de patas também! 

Pets com dificuldades de locomoção: cuidado é essencial. Amor também! 

Antes de mais nada, parabéns por você ter desconstruído a ideia de que um bichinho de estimação perfeito é um filhote saudável. 

Claro que todo animal merece um lar. Isso vale para o que não tem nenhuma dificuldade, bem como os especiais – muitos há anos nos abrigos a espera de alguém que esteja disposto a dedicar-lhes amor. 

E, por falar nisso, pets com dificuldade de locomoção precisa mesmo de atenção específica. 

Claro que cada caso exige mais ou menos cuidados de determinados aspectos. Porém, de uma maneira geral, seguindo as orientações que elaboramos abaixo, você vai conseguir cuidar bem do seu amigo. 

  1. Atenção à higiene

A higiene é um ponto essencial para qualquer pessoa que deseja ter um pet, seja ele especial ou não.  

Mas em se tratando de pets com dificuldade de locomoção, redobre a atenção para algumas particularidades da higiene diária. É imprescindível, por exemplo, evitar que a pele do animal tenha contato com a urina ou com as fezes por um período prolongado.  

Para isso existem fraldas para esse fim. Elas devem ser trocadas sempre que o pet com dificuldade de locomoção fizer suas necessidades.  

Além disso, procure realizar a higienização do local com soro fisiológico e manter os pelos aparados (em casos de cães de pelo médio ou longo). Assim, você vai evitar que a região permaneça úmida. 

  1. Controle a alimentação e o peso dos pets com dificuldade de locomoção

Evitar o sobrepeso é o recomendado para qualquer animal, porém, para pets especiais, que usam ou não cadeirinha, manter o peso sob controle é essencial.  

Afinal, é a melhor forma de prevenir uma sobrecarga ainda maior dos membros sadios e tornar a locomoção menos dificultosa 

Além disso, uma dieta nutricionalmente balanceada é essencial para o sistema imunológico, prevenindo o desenvolvimento de doenças que colocam em xeque o bem-estar do seu pet. 

  1. Evite que o pet se arraste

É comum que pets com dificuldade de locomoção se arrastem para conseguirem se deslocar. Porém é preciso uma atenção especial para que partes do corpo do animalzinho não entrem em atrito frequente com o solo. 

Esse atrito constante resulta em feridas, que tendem a demorar de cicatrizar, uma vez que, cada tentativa de deslocamento, irá acentuar a gravidade da lesão. 

Existem alguns acessórios desenvolvidos especialmente para que cães e gatos com paralisia possam se deslocar, através de arrasto, com mais facilidade e segurança.  

Nesse sentido, a cadeirinha de rodas da Pineal 3D, desenvolvida com impressão 3D, é uma opção altamente inovadora, já que considera as necessidades de cada pet! 

  1. Conte com acompanhamento multidisciplinar, sempre que possível

Definitivamente, contar com profissionais de diferentes áreas para orientar quanto aos cuidados e tratamentos é um grande diferencial nos cuidados para o pet especial.  

Médicos veterinários ortopedistas, neurologistas, acupunturistas e fisioterapeutas, entre outras especialidades, podem proporcionar ao seu animalzinho muito mais qualidade de vida. 

  1. Dê atenção à micção dos pets com dificuldades de locomoção

É comum que animais com paralisia de membros posteriores apresentem: 

  1. Dificuldade de urinar, necessitando de medicamentos e/ou estímulos mecânicos externos; 
  1. Falta de controle da saída do xixi.  

Em ambos os casos, a possiblidade de infecção urinária existe – acima de tudo, se não houver o asseio adequado do animal. 

Além disso, é preciso observar a cor e o odor da urina para identificar alguma mudança. Se notar algo diferente, imediatamente, procure o veterinário. 

  1. Não deixe o seu amigo na mesma posição por muito tempo

As chamadas úlceras por pressão, costumam aparecer em regiões ósseas mais proeminentes. Todavia, embora sejam muito comuns em animais idosos e paraplégicos, é possível reduzir as chances de surgirem, bem como de evoluírem. 

Para isso é essencial mudar os pets com dificuldade de locomoção de posição com a maior frequência possível.  

Assim, você reduz a pressão constante, e por períodos extensos, que é exercida pelo próprio peso do animal em uma determinada região do corpo. 

  1. Dê ao seu amigo uma cadeira de rodas ou prótese

Como última dica, muito importante para proporcionar mais independência aos pets com dificuldades de locomoção, adote prótese ou cadeira de rodas. 

Esses dispositivos também geram menos preocupação ao tutor. Afinal, eles inibem o surgimento de úlceras e lesões por arrasto. 

Além do mais, permite que o pet se desloque, realize passeios e fortaleça a musculatura 

Contudo, antes de comprar um desses dispositivos, é preciso: 

  • Consultar um veterinário para saber se o seu amigo pode utilizar uma cadeirinha ou uma prótese. Na Pineal 3D, temos um médico veterinário para oferecer toda a orientação necessária e/ou tirar dúvidas; 
  • Escolher uma empresa que tenha profissionais especializados e que use tecnologia moderna em seus projetos. 

Aqui na Pineal 3D, desenvolvemos próteses e cadeirinhas de rodas para pet com dificuldade de locomoção usando a moderna impressão 3D. 

Nossos projetos são desenvolvidos com a supervisão de médico veterinário da Pineal 3D, que considera as particularidades de seu animalzinho. Assim, o dispositivo só segue para uso do pet, após aprovação desse profissional. 

Tudo isso para que seu amigo ganhe um dispositivo exatamente do jeito que ele precisa para viver feliz e saudável. 

Veja nosso Blog com mais informações sobre o assunto e aproveite para saber como mudamos a vida de muitos pets: Clique e acesse: 

Lindas histórias de pets com dificuldades de locomoção! 

English
Portuguese
Spanish
× Como posso te ajudar?