Seja por conta da idade, por algum tipo de doença, bem como pela ocorrência de acidentes, é comum que os tutores convivam com pets com deficiência. 

Mas como cuidar adequadamente desses adoráveis bichos com necessidades especiais? E, acima de tudo, como tornar a casa um espaço agradável e seguro para eles? 

Siga na leitura e descubra como oferecer o máximo de conforto e segurança para que você e seu pet com deficiência possam curtir a vida adoidado! 

Por que existem pets com deficiência? 

Primeiramente, vamos esclarecer: ter um animalzinho de estimação especial não é motivo de tristeza 

Ele continua sendo a mesma criatura fofa que nasceu para tornar sua vida muito mais alegre e cheia de cor. 

Simultaneamente a essa explicação importante, vem a pergunta: por que hoje existem mais pets com deficiência? 

Antes de mais nada, trata-se de um grande avanço na forma como lidamos com os animais. Afinal, até algum tempo atrás, a principal opção para esses bichos era a prática da eutanásia. 

Contudo, que bom, médicos veterinários, tutores e a sociedade em geral perceberam que, mesmo com necessidade especial, cães, gatos e outros bichos podem viver com qualidade de vida. 

Mas o que leva a esse quadro? Não é incomum que animais nasçam com alguma deficiência. Além disso, há também situações em que o pet pode ser vítima de acidente, passando a ter alguma condição especial. 

E, infelizmente, também existem aqueles que ficam nessas condições após sofrerem maus tratos. 

Pets com deficiência conseguem se adaptar? 

Quem tem a satisfação de conviver com esses seres especiais, já sabe a facilidade de adaptação que os bichanos têm, em qualquer situação. 

Ao mesmo tempo, é impressionante também o sentimento de gratidão que eles demonstram diariamente quando entram para uma família. 

No entanto, quando a condição é adquirida, existe um período de adaptação, onde eles podem ficar mais quietos. 

Contudo, a boa notícia é que essa fase vai passar. E com muito carinho e os cuidados certos, bem como as dicas de um médico veterinário, será bem mais fácil! 

Como preparar a casa para pets com deficiência? 

Antes de mais nada, vale lembrar que os pets com deficiência não conseguem calcular alguns riscos que ambientes inadequados podem oferecer a eles.  

Outro ponto importante é que cada tipo de deficiência tem um grau de limitação. Um animal cego ou surdo, por exemplo, exige cuidados diferentes daquele que é paraplégico. 

Ou seja, cabe a você, tutor, ter esse olhar para deixar a casa o mais confortável e segura possível para que pets com deficiência possam curtir o espaço. 

Confira algumas dicas muito importantes para isso. 

Cuidado com desníveis e escadas 

Se na sua casa existem desníveis que possam atrapalhar a locomoção de pets com deficiência, atenção. 

Dependendo do nível da necessidade especial, a melhor opção pode ser colocar barreiras para que não haja riscos. Por exemplo: um portão para impedir acidentes na escada. 

No entanto, se bichano tiver mobilidade suficiente, uma boa ideia, pode ser providenciar rampas ou escadinhas para que ele possa ir e vir com mais liberdade, bem como maior facilidade.  

Rampas bem construídas também serão úteis para o pet com deficiência andar com sua cadeirinha de rodas. 

Garanta acesso confortável à água e comida 

Não permita que seu pet com deficiência deixe de se hidratar e se alimentar corretamente por desconforto.  

Identifique a melhor localização e altura para que ele possa se manter saudável. Distribua potes com água em locais-chave para facilitar o acesso à água. 

Além disso, ofereça comida apenas em horários definidos. Assim você vai garantir regularidade intestinal e saberá se ele está se alimentando bem. 

Atenção a móveis e objetos 

Retire de circulação, ou forre com tecidos macios, itens pontiagudos ou que possam machucar seu filho de patas. 

Pense, também, se eles não podem colaborar para enroscar a cadeirinha – caso o seu pet use esse acessório. 

Além disso, mantenha todos os móveis e objetos no mesmo lugar. Isso vai ajudar demais seu pet com deficiência a ter mais segurança – acima de tudo para os que têm problema com a visão. 

Verifique os pisos por onde pets com deficiência se locomovem 

Muitos pets especiais costumam se arrastar pelo espaço, sendo assim, cuidado com o piso.  

Se forem ásperos, podem machucar a pele do animal. Porém, se forem escorregadios, também podem levar a algum tipo de acidente, especialmente, quando molhados. 

Além disso, pense na possibilidade de um dispositivo que evite esse comportamento – cadeira de rodas ou prótese, por exemplo. 

Pets com deficiência podem ter qualidade de vida 

Definitivamente, cães, gatos e outros animais especiais podem – e devem – ter qualidade de vida. 

O primeiro passo para isso é dando amor e atenção ao bichinho, bem como garantir que ele receba os cuidados necessários para ter uma vida feliz e saudável. 

Antes de tudo, converse com o médico veterinário, tire suas dúvidas e siga as recomendações. 

E, na sua casa, faça uma inspeção detalhada de cada ambiente, colocando-se no lugar do seu pet, para saber o que precisa ser feito para garantir conforto e segurança ao seu amigão. 

Além disso, buscar tratamentos que promovam maior relaxamento, bem-estar também é uma alternativa excelente. Por exemplo: fisioterapia, massagens, adestramento, etc. 

Contudo, se a ideia é dar maior liberdade aos pets com deficiência, nada melhor do que buscar dispositivos desenvolvidos com tecnologia moderna e por profissionais que conheçam a anatomia animal. 

Pineal 3D é especializada no desenvolvimento de cadeirinhas de roda, próteses e outros dispositivos desenvolvidos com tecnologia 3D 

São produtos sob medidas ou customizáveis, projetados por equipe especializada, incluindo veterinários. 

Se você tem um pet com deficiência ou, assim como o time da Pineal 3D, sente profundo amor e respeito pelos bichanos, acompanhe nosso blog e fique por dentro das novidades que vão dar mais bem-estar aos pets! 

English
Portuguese
Spanish
× Como posso te ajudar?